Dourados/MS, Domingo, 18 de Novembro de 2018 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Sexta-Feira, 18 de Maio de 2018, 18h:57
Tamanho do texto A - A+

Governo e Prefeitura agendam Caravana de Saúde indígena para junho

Ação está marcada para os dias 29 e 30 de junho e no dia 1º de julho, em Dourados

Flávio Brito
Capital News

A nova modalidade da Caravana de Saúde lançada este ano pelo governador Reinaldo Azambuja, está marcada para os dias 29 e 30 de junho e no dia 1º de julho, em Dourados. Esta edição no sul do Estado é  voltada ao público-alvo composto pelos indígenas das aldeias urbanas Jaguapiru, Bororó e Panambizinho, e a aldeia Panambi, em Douradina, podendo agregar também as comunidades da área indígena de Caarapó.

 

Encontro realizado na manhã desta sexta-feira (18), na Prefeitura de Dourados, com a presença do coordenador estadual da Caravana, padre Vagner Divino de Souza e o assessor da Governadoria, Mauricio Peralta, tratou detalhes dessa fase dos atendimentos, com os secretários municipais de Saúde, Renato Vidigal e da Educação, Upiran Gonçalves, além das lideranças da Reserva e do coordenador de Assuntos Indígenas do Município, Wilson Matos.

 

No começo do mês que vem, a Caravana ocorre nas aldeias de Amambai, de 8 a 10 de junho, depois de já ter contemplado as comunidades de Aquidauana e Terenos, onde, segundo o padre Vagner, foram realizados mais de 800 atendimentos oftalmológicos.   

 

Tradicionalmente, de acordo com o coordenador, a Caravana ocorre com o envolvimento de outras ações, com a presença da carreta do Hospital de Câncer de Barretos, equipes do Detran, da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, da PMA (Polícia Militar Ambiental), containers de atendimentos odontológico da UFGD e atividades esportivas e recreativas, além do mutirão de combate a zoonoses, com a participação de agentes comunitários de saúde e das equipes do CCZ.

 

No encontro desta sexta-feira já ficou previamente acertado que as ações da Caravana na Reserva vão se concentrar na Vila Olímpica indígena, por ser “o melhor ponto de acesso a mais pessoas para receber o atendimento”, como opinou o capitão da aldeia Jaguapiru, Isael Morales. Também presente na reunião realizada na Prefeitura, o capitão da Bororó, Gaudêncio Benites, disse que essa é a oportunidade para que pessoas que aguardam por atendimento de saúde possam receber esses cuidados de forma personalizada.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix