Dourados/MS, Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quinta-Feira, 04 de Abril de 2019, 14h:51
Tamanho do texto A - A+

Prefeitura interdita as duas vias em avenida com risco de desabamento

Equipes trabalham na recuperação do trecho que abriu uma cratera no asfalto

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

A. Frota/PMD

Prefeitura interdita as duas vias em avenida com risco de desabamento

Máquinas trabalham de forma intensiva para recuperar uma das principais avenidas douradense

As obras para recuperação da Avenida Presidente Vargas em Dourados, no trecho onde havia o risco de desabamento, precisarão interditar as duas vias para a sequência do serviço. O local é o principal acesso para saída de Itaporã e deve causar mudança de trajetória para motoristas nos próximos 15 dias.  

 

Técnicos da Secretaria municipal de Obras Públicas (Semop) estão trabalhando, em regime de tempo integral, para tentar resolver o problema criado com o desmoronamento subterrâneo da tubulação.  

 

De acordo com o engenheiro Jorge Hamilton Torraca,  essa situação, agravada com a abertura de uma cratera em uma das pistas da avenida, conforme constataram agentes da Defesa Civil e da Agetran (Agência municipal de Transporte e Trânsito) na manhã desta terça-feira (2), decorre da longevidade do sistema existente na região, reforçado com as últimas chuvas, de forte intensidade, principalmente, no mês de março.  

 

“Aquela tubulação deve ter por volta de 50 anos e não pode ser associada com a recente implantação de novos loteamentos e condomínios na parte alta da cidade. Já pedimos para a Sanesul providenciar o ‘bypass’ [termo, em inglês que significa desviar] da rede para que seja possível rebaixar o nível de as máquinas possam entrar no buraco para trabalhar. Isso deverá demandar a interdição total do trecho nos próximos dias”, informou Torraca. 

 

O desvio para motoristas acontece em duas alternativas: pela Rua Hayel Bon Faker, que liga o centro da cidade ao Jardim Europa, ou pela Rua Albino Torraca, que passa em frente da Usina Velha e liga à avenida Dom Redovino para acesso à rodovia MS 156, sentido Itaporã. 

 

As equipes da Secretaria de Obras trabalham para implantar um aterro lateral na pista danificada e a reconstituição da rede, com nova caixa de passagem para as águas do córrego Laranja Doce, que tem recebido volume acima de normal nos últimos tempos. O prazo para duração dessa operação é estimado em, pelo menos, 15 dias. 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix