Dourados/MS, Sábado, 21 de Outubro de 2017 | 04:00
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Terça-Feira, 10 de Outubro de 2017, 12h:21
Tamanho do texto A - A+

Eliminatórias terminam nesta terça com Brasil e Chile em SP

Argentina joga em Quito e corre risco de ficar fora da Copa do Mundo

Renato Giansante
Capital News

Rafael Ribeiro/CBF/Arquivo

Eliminatórias terminam nesta terça com Brasil e Chile em SP

Em Santiago, o Chile venceu o Brasil por 2 a 0

As Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo Rússia 2018 terminam nesta terça-feira com o Brasil, com vaga certa e “título” garantido, cumprindo tabela contra o Chile no Allianz Parque. O resultado da Seleção, porém, pode servir para outros candidatos já que, além do próprio Chile, Uruguai, Colômbia, Peru, Paraguai e a Argentina disputam as três vagas diretas e uma na repescagem. Todos os jogos nesta última rodada acontecem às 19h30 (MS).

Apesar do bom retrospecto contra os chilenos – 49 vitórias em 71 jogos e nenhuma derrota em território brasileiro -, a Seleção perdeu a última partida, logo na estreia das Eliminatórias, por 2 a 0 em Santiago. Na época, o técnico ainda era o criticado Dunga.

Em São Paulo, o técnico Tite aproveita a partida contra o Chile para testar o goleiro Ederson, titular pela primeira vez. Outra novidade é Alex Sandro na lateral esquerda na vaga de Marcelo. No mais, o treinador escala a sua equipe base com a volta do zagueiro Marquinhos, o capitão da noite, e o ataque perfeito com Philippe Coutinho, Neymar e Gabriel Jesus. “A ideia é de manter a estrutura e fortalecer ela. Sei que sou repetitivo mas, se tivesse quatro anos para trabalhar, seria diferente. Foram apenas 13 jogos, é pouco tempo. Por isso, mantenho estrutura básica e tento colocar opções”, disse Tite na entrevista coletiva.

Sem surpresas, a Seleção deve começar a partida com Ederson no gol; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Alex Sandro; Casemiro; Paulinho, Renato Augusto, Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

Pelo lado chileno, o técnico Juan Antônio Pizzi não contará com Arturo Vidal, suspenso, e mantém mistério sobre Aránguiz, que segue em tratamento. O Chile aposta em um coletivo que conta com Alexis Sánchez, Eduardo Vargas e Jorge Valdivia para manter suas características ofensivas e surpreender o Brasil. A escalação provável deve ter Claudio Bravo; Mauricio Isla, Gary Medel, Gonzalo Jara e Jean Beausejour; Francisco Silva, Pablo Hernandez, Felipe Gutierrez (Erick Pulgar) e Valdivia; Alexis Sanchez e Eduardo Vargas.

Outros jogos
A última rodada tem atenções voltadas para o desespero da Argentina em se garantir na Copa. Na sétima posição com 25 pontos, a Seleção de Messi está fora da zona de classificação, mas depende apenas do seu resultado contra o Equador, em Quito, para ficar, pelo menos, na quinta posição e disputar a repescagem. Em caso de empate, os Hermanos torcem por tropeços do Chile, Paraguai e do Peru e a derrota será fatal.

Em Lima, Peru, quinto colocado, recebe a Colômbia, em quarto, em jogo que vale vaga direta. O vencedor se garante, enquanto o derrotado torce por outros tropeços. O Uruguai é o segundo colocado e precisa de um empate contra a Bolívia, em Montevideo, para ir à Copa. Em Assunção, o Paraguai recebe a lanterna Venezuela e precisa vencer para, pelo menos, garantir a vaga na respescagem.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix