Dourados/MS, Domingo, 26 de Maio de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Segunda-Feira, 18 de Março de 2019, 18h:31
Tamanho do texto A - A+

Empresa faz vistoria e laudo definirá se Douradão pode ou não ser liberado

Estádio segue sem laudos de para-raios e elétrico fazendo que o Sete mande seus jogos em Itaporã

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Arquivo/Renato Giansante

Empresa faz vistoria e laudo definirá se Douradão pode ou não ser liberado

Estádio não deve ser liberado neste ano para jogos do Estadual

A volta do Sete de Dourados para o Douradão não está perto de acontecer. Sem mandar seus jogos no Campeonato Sul-mato-grossense no local neste ano, o time douradense dificilmente voltará para casa nesta temporada. O estádio passou por vistoria recente de uma empresa terceirizada na área elétrica e de para-raios e o parecer deve ser entregue até quarta-feira.

 

Nesta segunda-feira (18), a secretaria de obras de Dourados foi informada pela Fundação de Esporte do prazo dado pela empresa de Campo Grande para entrega do parecer e somente depois dessa entrega será possível prever um prazo para a liberação.

 

 O Douradão tem dois destinos possíveis. O primeiro otimista com o parecer positivo da empresa. Assim, a Funed teria a condição de solicitar a vistoria do Corpo de Bombeiros para emissão dos dois laudos que ainda faltam no setor elétrico e de para-raios. Com esses dois em mãos, será também entregue o de vigilância sanitária que somente é aceito em caso de conclusão dos outros dois.

 

O prazo, neste caso, seria em torno de 20 dias, fato que deixaria o Sete mais uma vez sem seu estádio para as quartas de final do Estadual.

 

O segundo caminho do Douradão seria para um parecer negativo da empresa. Assim, haveria a necessidade de obras com a secretaria tendo que abrir um processo licitatório para contratação de uma empresa que iria fazer um projeto dos reparos necessários. Esse cenário é o mais provável devido o estádio ter estruturas antigas e as exigências aumentarem após desastres recentes em vários locais no país.

 

O prazo para este segundo caminho seria incalculável no momento, mas certamente não daria tempo para o Sete voltar a jogar no estádio neste ano. Sem o Douradão, o time douradense deve seguir mandando os jogos no estádio Chavinha em Itaporã.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix