Dourados/MS, Domingo, 19 de Novembro de 2017 | 10:48
27˚
(67) 3042-4141
Esporte
Quarta-Feira, 14 de Junho de 2017, 16h:22
Tamanho do texto A - A+

Falta de apoio e ausência de público deixam futuro do Sete de Dourados incerto

Empresa gestora avalia continuidade no clube após se ver sozinha no comando da equipe

Renato Giansante
De Dourados para Capital News

A temporada 2017 está prestes a encerrar no profissional do Sete de Dourados, mas a grande incógnita está para o próximo ano. Com dois jogos a cumprir na Série D do Campeonato Brasileiro e sem chances de avançar para a segunda fase, o time douradense pode ter uma preocupação a mais nos próximos meses: o fim da parceria com a TNY Sports.

Divulgação

Falta de apoio e ausência de público deixam futuro do Sete de Dourados incerto

Público no Douradão vem caindo a cada jogo e se tornou um dos motivos para a gestora reavaliar o investimento

A união entre o clube e a empresa gestora do empresário Tony Montalvão iniciou no final de 2015 com o planejamento para o ano seguinte. Até então, o Sete nunca havia passado das quartas de finais do estadual e também não tinha participado de nenhuma competição nacional no profissional.

Já no primeiro ano de parceria, o título inédito do estadual e uma campanha histórica na Série D do Brasileiro quando avançou para a segunda fase pela primeira vez no futebol sul-mato-grosssense.

Mesmo com a temporada 2016 de sucesso, a TNY já alegava falta de suporte de empresários e políticos que haviam feito diversas promessas.

Com muitas mudanças e um time mais com os “pés no chão”, o Sete iniciou 2017 com uma maratona de competições. Na Copa Verde não passou na fase preliminar. Na Copa do Brasil conseguiu classificar sobre o River-PI, mas caiu na segunda fase para o Sport Recife.

Divulgação/Sete

Com dívidas, Sete pode desistir de Série D

Presidente do Sete de Dourados, Tony Maltovão

 

No Estadual chegou até a semifinal conquistando a segunda melhor campanha da história do clube e por fim, no Brasileiro Série D foi derrotado em três dos quatro jogos até o momento e não tem chances de avançar.

Para o próximo ano, o calendário terá apenas o campeonato sul-mato-grossense, mas as dificuldades de conquistar parcerias com empresas locais foram somadas a queda de público e fez a empresa repensar o investimento. No último jogo do Brasileiro, cerca de 50 pessoas estiveram no estádio Douradão para acompanhar o empate sem gols contra o Ceilândia-DF.

Fontes ligadas ao gestor alertam para a possível desistência da parceria e com isso novas opções começam a surgir. Nos últimos dias, até mesmo o rival da cidade Ubiratan teve o nome comentado, mas o destino da TNY pode estar ligada a outra equipe da região, podendo inclusive, ter a participação no estadual Série B deste ano. Assim, o Itaporã Futebol Clube surge como principal opção. Até mesmo pelo passado da empresa no clube em que conquistou a Série B de 2015. Mas ainda não há nada de oficial.

Se confirmado o fim da parceria entre Sete e TNY Sports, o time douradense pode ter uma série de dificuldades para ter a temporada 2018.

O Sete volta a campo na segunda-feira para um confronto com o Aparecidense, fora de casa, pela quinta rodada da Série D.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix