Dourados/MS, Segunda-Feira, 25 de Junho de 2018 | 03:47
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Terça-Feira, 12 de Junho de 2018, 08h:54
Tamanho do texto A - A+

Imagens mostram carro de chefe de segurança desgovernado durante o assassinato

No momento em que foi morto, Ilson seguia para a Assembleia Legislativa

Laura Holsback
Capital News

Wagner Guimarães/Arquivo ALMS

Ilson Martins de Figueiredo

Ilson Martins de Figueiredo

Imagens de circuito de segurança de empresas perto de onde o assassinato de Ilson Martins de Figueiredo ocorreu são analisadas em investigação. Ilson era policial militar aposentado e atuava como gerente de segurança da Assembleia Legislativa de Campo Grande. O crime foi na manhã desta segunda-feira (11), na Avenida Guaicurus, em Campo Grande, quando ele seguia para o trabalho.

 

As imagens não mostram o momento exato dos tiros, mas nelas é possível ver o carro de Ilson, um Sportage, subindo o canteiro depois de, já baleado, ele perde o controle da direção. Por outro ângulo, dois carros saem aparentemente em fuga. Um deles, de cor branca, passa pelo canteiro e o outro rapidamente sobre o quebra-molas. 

 

Ilson formou-se policial militar em 1980 e estava aposentado pela instituição desde 2015. Durante a carreira fez parte do Departamento de Operações de Fronteira (DOF). 

 

Ontem, ele foi executado a tiros de fuzil. No carro que ele dirigia ficaram dezenas de marcas de tiros de fuzil e a polícia suspeita que ele tenha sido atingido por mais de 30. O caso é investigado na Delegacia Especializada de Homicídios (DEH), pelo delegado Marcio Obara. Na manhã desta terça-feira (12), a reportagem tentou contato com ele pelo telefone, mas as ligações não foram atendidas. Nenhum suspeito ou motivação foram apontados no crime até agora.

 

Veja abaixo as imagens: 

 

Recebido por WhatsApp

Gerente de segurança da Assembleia Legislativa é executado a tiros de fuzil na Capital

..

cebido por WhatsApp

Gerente de segurança da Assembleia Legislativa é executado a tiros de fuzil na Capital

..

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix