Dourados/MS, Sábado, 20 de Outubro de 2018 | 06:23
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Sexta-Feira, 10 de Agosto de 2018, 14h:35
Tamanho do texto A - A+

Três são presos durante a madrugada na rodoviária de Dourados

Canil do 3º BPM auxiliou para abordagens dos suspeitos de tráfico de drogas

Renato Giansante
De Dourados para o Capital News

Policiais do 3º BPM prenderam três jovens por tráfico de drogas na madrugada desta sexta-feira no terminal rodoviário de Dourados. Cães foram usados para farejar os produtos ilícitos em bagagens em ônibus vindos principalmente da região de fronteira.

Divulgação/PM

Três são presos durante a madrugada na rodoviária de Dourados

Maconha e pasta base apreendidos no mesmo ônibus durante a madrugada


A primeira prisão ocorreu por volta das 23 horas, quando durante vistoria e busca com os cães farejadores em um ônibus que fazia o itinerário Ponta Porã a Dourados, os policiais acabaram localizado na bagagem de mão de uma jovem de 21 anos, moradora em Dois Irmãos do Buriti, dois tabletes de pasta base de cocaína que totalizou 1,9 kg da droga.

De acordo com a PM, a acusada relatou que foi contratada em Ponta Porã para trazer a droga até Dourados e entregar a uma pessoa desconhecida na rodoviária, recebendo R$ 400 pelo transporte.

O segundo caso ocorreu na abordagem do mesmo ônibus e culminou com a prisão de um homem de 29 anos, morador em Campo Grande, de posse de 3 tabletes de maconha. O acusado relatou aos policiais ser músico e que faz uso da droga para se inspirar em novas composições, além de ter comprado a droga pela quantia de R$ 150 próximo aos camelôs de Ponta Porã.

Já por volta da 2h50, os policiais fizeram a varredura em outro ônibus que fazia o itinerário Ponta Porã a Dourados e localizaram uma grande quantidade da droga conhecida como Skunk (Super Maconha). Foram apreendidos 59 pacotes da droga que totalizaram 13,1 kg de posse de uma mulher de 28 anos moradora em Cuiabá (MT).  A acusada relatou ter sido contratada para pegar a droga em Ponta Porã e levar até a capital onde receberia R$ 2 mil pelo transporte.

Todos os casos foram encaminhados à DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), sendo registrados como tráfico de drogas.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix