Dourados/MS, Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Saúde
Sexta-Feira, 08 de Março de 2019, 12h:55
Tamanho do texto A - A+

Secretário de Saúde visita obra do Hospital da Mulher e da Criança

Geraldo Resende está no Hospital Universitário, em Dourados, para acompanhar o andamento do projeto

Leonardo Barbosa
Capital News

Governo do Estado/Divulgação

Secretário de Saúde visita obra do Hospital da Mulher e da Criança

O Governo de MS doou o terreno para a obra, possibilitando a construção, em Dourados, do Hospital da Mulher e da Criança

Para marcar o Dia Internacional da Mulher, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende faz uma visita técnica nesta sexta-feira (8), às obras do futuro Hospital da Mulher e da Criança, em área anexa ao Hospital Universitário (HU), da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).

 

O Governo do Estado doou o terreno para a obra, possibilitando construção, em Dourados, do Hospital da Mulher e da Criança, que já está com quase 30% das obras executadas.

 

De acordo com o cronograma de trabalho, dentro de 14 meses a primeira etapa estará concluída. Já nesta fase, as mulheres e crianças de Dourados e outros 34 municípios da região passarão a contar com o acréscimo de 55 novos leitos hospitalares de internação, Pronto Atendimento Pediátrico e Obstétrico, Centro Obstétrico e Centro de Parto Normal. Na fase seguinte, serão ofertados mais 80 leitos para UTI’s.

 

As obras foram lançadas em 21 de agosto de 2017 pelo então ministro da Educação, Mendonça Filho. O projeto integral será executado em duas fases, totalizando um investimento previsto de R$ 51 milhões, oriundos de emendas federais e do Ministério da Educação, articuladas por Geraldo Resende, quando deputado federal.

 

Estrutura

A primeira etapa do Hospital, que demanda investimentos de R$ 34 milhões, já teve liberados, no ano passado, R$ 28 milhões, sendo R$ 9 milhões provenientes de emenda parlamentar e R$ 19 milhões oriundos do Ministério da Educação. Nesta fase, estão sendo construídos um Pronto Atendimento Pediátrico, que ofertará 5 leitos; um Pronto Atendimento Obstétrico (5 leitos); um Centro de Parto Normal (5 leitos) e um Centro Obstétrico (5 leitos). A ala de Internação Obstétrica vai ofertar 35 leitos.

 

A segunda etapa do Hospital da Mulher e da Criança prevê a construção de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica, com 20 leitos, sendo que a UTI Neonatal também agregará 20. Já a Unidade de Cuidados Intermediários ofertará 30 leitos e a Unidade de Cuidados Intermediários Canguru, 10. No total, o hospital terá uma área construída de 6,3 metros quadrados, além de 18 mil metros quadrados de urbanismo e infraestrutura.

 

O secretário da SES, Geraldo Resende, explica que a construção do Hospital da Mulher e da Criança atende a uma necessidade da população feminina e infantil de toda a Grande Dourados. “O que buscamos, junto com a direção da UFGD e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) – administradora do HU/Dourados -, é aumentar a quantidade de leitos e serviços, propiciando maior qualidade no atendimento e no acolhimento à gestante, superando inclusive questões de superlotação na atual maternidade do HU”.

 

Com a construção do Hospital da Mulher e da Criança, a UFGD também poderá ofertar novas residências em Enfermagem Obstétrica e Saúde Materno Infantil aos alunos dos cursos da área de saúde da instituição e até da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems) e universidades particulares, desde que haja a assinatura de convênios.

 

“Isso vai permitir evolução da missão institucional da Universidade em promover assistência à saúde de maneira indissociável do ensino, da pesquisa e da extensão”, afirma. “Com certeza será a mais moderna estrutura de saúde pública especializada em Obstetrícia do Estado”, conclui o secretário.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix