Dourados/MS, Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 19 de Julho de 2020, 12h:27
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Arquitetura sustentável: como utilizar materiais recicláveis em projetos urbanísticos

Por Pérola Cattini

Da coluna Bem-Estar
Artigo de responsabilidade do autor

Confira algumas dicas para tornar seu projeto mais sustentável

Divulgação

ColunaBem-Estar

O cuidado com o meio ambiente e a busca pela redução no impacto ambiental pode gerar mudanças nas mais diferentes áreas. O mercado da construção civil, por exemplo, também pode ganhar características mais sustentáveis, com o uso de materiais biodegradáveis, reaproveitamento de peças e a instalação de certos aparatos que buscam aproveitar ao máximo os recursos naturais com o menor impacto possível.

A maneira de morar está muito ligada ao estilo de vida dos integrantes da casa, tornando a arquitetura sustentável uma alternativa para pessoas que desejam seguir um estilo de vida voltado à redução de danos ao meio ambiente. Além disso, o uso de material reciclado na construção tem um bom custo-benefício, pois além do seu valor ser menor, sua produção gera um menor impacto ambiental do que o processo de fabricação de materiais convencionais. Seguindo alguns cuidados, é possível criar um projeto sustentável e dentro do orçamento.

A arquitetura sustentável começa desde a escolha do local para a construção do imóvel, que deve respeitar o relevo, vegetação ao redor e a qualidade de vida do local, garantindo um projeto adequado à legislação. O processo de planejamento da planta também deve ser pensado com cuidado, com foco na criação de um projeto sustentável e que aproveite os recursos naturais ao máximo. Além disso, deve levar em conta a eficiência energética e hídrica, com uma boa disposição de janelas e portas para aproveitar a luz natura, e criar um ambiente interno com boa circulação de ar, evitando o uso excessivo de eletricidade.

Entre os principais materiais reciclados estão os tijolos produzidos a partir da reutilização de plástico, resíduos de escavação e até mesmo vidro. A borracha, usada na fabricação de pneus e tela de borracha para a indústria de mineração, entre outras coisas, é um material que também pode ser reciclado e transformado em tijolos para a vedação da construção, reduzindo o valor da obra e sendo uma alternativa inclusive na construção de habitações de interesse social. Para a estrutura da construção é possível usar RCDs, Resíduos da Construção e Demolição, que passam por um processo de classificação e reciclagem. Assim, o material que seria descartado ganha um novo propósito.

Além dos materiais
O passo de planejamento da obra é o momento para idealizar a construção em seu estágio mais avançado. Com o apoio de um arquiteto, é possível pensar em como o imóvel ficará quando pronto e incluir, ainda no estágio da construção, o aparato necessário para outras funcionalidades, como sistema para captação de energia solar, por meio da instalação de painéis, ou a construção de uma cisterna para armazenar a água da chuva, além da criação de um espaço para instalação de uma composteira, entre outros.

Em prédios ou casas maiores é possível incluir o paisagismo sustentável por meio de jardins verticais e telhados verdes, que usam da água da chuva para compor um sistema auto regulável, colaborando para o conforto térmico do ambiente da construção e melhorando a qualidade de vida dos moradores, além de ser um espaço propício para a preservação de espécies locais.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix