Dourados/MS, Quinta-Feira, 06 de Agosto de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Colunistas
Domingo, 26 de Abril de 2020, 11h:53
Tamanho do texto A - A+
Colunistas

Cuidados que você precisa ter com os animais de estimação

Por Pérola Cattini

Da coluna Bem-Estar
Artigo de responsabilidade do autor

A saúde dos bichos exige atenção específica para garantir o bem-estar

Divulgação

ColunaBem-Estar

É cientificamente comprovado que a convivência com animais de estimação melhora a saúde do ser humano. Bichinhos de diversas espécies, principalmente cães e gatos, atualmente, são parte das famílias, e, em muitos casos, são a única convivência diária para quem mora sozinho.


Durante a pandemia por coronavírus, houve diversas ONGs registraram um aumento de até 50% na procura de pets para adoção. Acredita-se que esse impulso tenha vindo da necessidade de mais companhia durante a quarentena. Porém quem está recebendo um animal em casa pela primeira vez, e também quem já os tinha, precisa se atentar a diversos detalhes, para garantir a saúde deles.


O organismo de cachorros e gatos é diferente do humano, portanto, exige cuidados especiais. Confira quais são.


Vacinação e vermifugação
As vacinas são o primeiro e mais básico passo para garantir a saúde dos animais. Geralmente, as campanhas de vacinação ocorrem anualmente e o procedimento só pode ser realizado por um médico veterinário. Elas previnem doenças graves que podem levar o animal à morte, assim como as que podem ser transmitidas para o ser humano. Pesquise se sua cidade tem um calendário de vacinação, se atente às datas e leve o bichinho para ser imunizado.


Assim como as vacinas, os vermífugos também são essenciais, já que são responsáveis por eliminar parasitas intestinais que comprometem a saúde, levando ao emagrecimento, à queda de pelos, a anemias e a zoonoses. Esse remédio deve ser dado periodicamente ao animal, já que gera imunidade.


Climatização da casa
Diferentes raças de animais reagem de formas diversas quando expostas a temperaturas mais altas ou mais baixas. Bichos menores e com menos pelos tendem a sentir mais frio, e os maiores, mais pesados e com muitos pelos, apresentam maior dificuldade para lidar com o calor. Por causa disso, o dono deve estar atento à temperatura da casa.


Em dias mais quentes, é válido, além de arejar os cômodos, colocar um ventilador no local em que o pet mais fica, para ajudar a refrescar o ambiente. Outra dica é permitir o acesso a locais com piso frio, no qual ele possa se deitar e sentir a temperatura mais baixa do chão em contato com o corpo.


No frio, as medidas devem ser exatamente o contrário: a necessidade é de manter os ambientes mais aconchegantes, sempre com atenção ao comportamento do animal de estimação, para ter certeza de que ele não apresenta desconfortos. Para todas as estações do ano, uma medida que pode melhorar ainda mais a saúde de todos da casa é o uso de umidificador e purificador de ar – esses aparelhos podem fazer uma grande diferença, principalmente para quem mora em grandes cidades, onde o ar é mais poluído.


Atenção às portas e portões
Um dos maiores pesadelos para quem tem bichos de estimação é que eles fujam e se percam. Saídas não planejadas e não supervisionadas para a rua podem causar diversos problemas, como contração de doenças, crias indesejadas, atropelamentos e brigas com outros animais. Para protegê-los, as portas e os portões da casa devem receber atenção para não serem esquecidos abertos e realmente evitar fugas. Se o pet for de pequeno porte, pode se fazer necessário o uso de telas, para que eles não escapem por grades. As coleiras de identificação são itens que, apesar de simples, podem evitar maiores dores de cabeça, caso algum imprevisto ocorra. Nelas, deve haver nome e número de telefone do tutor.


Passeios e brincadeiras
Para quem está adotando um animal de estimação agora, ou planeja agregar um à família, é preciso se atentar se a rotina pós-pandemia também te possibilitará dar atenção e carinho ao pet. Eles precisam de momentos diários reservados para brincar e passear, já que essas são as formas de desestressar e exercitar o corpo. Essa prática ajuda a prevenir doenças causadas por estresse e obesidade.

 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix