Dourados/MS, Quarta-Feira, 08 de Dezembro de 2021 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Quarta-Feira, 10 de Novembro de 2021, 14h:58
Tamanho do texto A - A+

Após surto de covid-19, força-tarefa pretende vacinar 3,8 mil alunos indígenas

Aulas nas 10 escolas da região que estavam suspensas devem retornar nesta quinta-feira

Elaine Silva
Capital News

Rodson Lima/Portal MS

Após surto de covid-19, força-tarefa pretende vacinar 3,8 mil alunos indígenas

Força-tarefa pretende vacinar 3,8 mil alunos indígenas

Grupo de Gerenciamento de Crise criou uma  força-tarefa para triar e vacinar cerca de 3,8 mil alunos indígenas com o objetivo de mitigar casos de covid-19 em aldeias do município de Dourados. 

 

Grupo também concedeu parecer favorável ao retorno das aulas presenciais já na próxima quinta-feira (11), em 10 escolas da região, cuja as aulas foram suspensas no dia 27 de outubro.

 

Dados do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI/MS) apontam que 428 testes de antígeno ligados ao surto, sendo que 394 foram descartados e 34 positivos para a Covid-19. Já o Polo Indígena, ofertou 749 testes de antígeno, com 91 casos positivos. O DSEI ainda informou que 82% dos casos positivos ocorreram na Aldeia Jaguapiru, 15% na Aldeia Bororó e 3% nos acampamentos localizados em torno das aldeias. A SES informa ainda que tem acompanhado de perto a situação nos municípios de Tacuru e Caarapó, onde o DSEI tem ampliado a testagem e monitorando os casos nessas regiões.

 

Ainda segundo os dados até o último dia 5 de novembro, informam que 53,7% dos adolescentes tomaram a primeira dose de vacina, a meta estabelecida é que este índice seja de 90%. 

 

Reunião aconteceu na sede do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI/MS) e contou com a presença da secretária-adjunta da SES, Crhistinne Maymone e da secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde, Rosana Leite, e do secretário nacional de Saúde Indígena, Robson da Silva, além do assessor miliar na SES, coronel do Corpo de Bombeiros Militar Marcello Fraiha.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix