Dourados/MS, Domingo, 19 de Janeiro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2019, 15h:09
Tamanho do texto A - A+

Durante a piracema pescadores são multados em R$ 4,5 mil

Policiais também apreenderam 119 kg de pescado, barco, motor, redes e armas

Elaine Silva
Capital News

 

Divulgação/PMA

Pescadores são multados em R$ 4,5 mil

Pescado será doado para instituições filantrópicas

A Polícia Militar Ambiental (PMA) multou em R$ 4,5 mil três pescadores durante a operação piracema, na manhã desta segunda-feira (9). Também foi apreendido 119 kg de pescado, barco, motor, redes e armas. 

 

Segundo a PMA dois infratores, de 62 e 22 anos, foram flagrados em uma embarcação pescando com redes e anzóis de galho. Foram encontrados na embarcação sete peixes das espécies pintado e cachara, pesando 80 kg, que eles tinham acabado de capturar na pescaria ilegal. Os pescadores indicaram outro infrator que havia levado mais pescado para sua residência, onde disseram estar passando o fim de semana. O pescado, um barco e um motor de popa, sete redes de pesca e 30 anzóis de galho foram apreendidos.

 

A PMA localizou o terceiro infrator, 49 anos, em sua residência próxima ao rio, no município de Aquidauana, e encontraram dentro de um freezer mais 39 kg de peixes das espécies pintado, cachara e jaú. Além do pescado, foram encontrados na casa dois rifles calibre 22 e quatro munições intactas do mesmo calibre, sem documentação. O pescado, o freezer e as armas foram apreendidos.

 

Os três infratores receberam voz de prisão e foram encaminhados, juntamente com os materiais apreendidos, à Delegacia de Polícia Civil de Aquidauana, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória, com pena prevista de um a três anos de detenção. Os infratores também foram autuados administrativamente e foram multados em um total de R$ 4,5 mil. O pescado será doado para instituições filantrópicas. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix