Dourados/MS, Sábado, 19 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Cotidiano
Terça-Feira, 04 de Agosto de 2020, 12h:32
Tamanho do texto A - A+

Justiça avalia novo Lockdown em Campo Grande

De acordo com o pedido medida seria por 14 dias

Elaine Silva
Capital News

Anderson Ramos

Comércio no centro de Campo Grande

Comércio no centro de Campo Grande

Devido aos números e a alta taxa de leitos ocupados por pacientes que contraíram o novo coronavírus (Covid-19) a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul entrou com ação na Justiça pedindo a determinação de lockdown em Campo Grande por, no mínimo, 14 dias. 

 

Conforme o pedido da defensoria, “todavia, esse cenário inicial – confortável, se comparado ao que estava sendo vivenciado em outras capitais e cidades país afora no mesmo período – levou o município de Campo Grande a adotar uma política de flexibilização cada vez maior”. Ainda de segundo o documento a Defensoria Pública cita a taxa de isolamento em Campo Grande, que quase sempre a coloca como uma das piores capitais no Brasil em respeito às medidas. Foram somente 36,6%. Além disso, a instituição cita basicamente tudo que já foi dito por autoridades de saúde. Há pessoas com a doença que permanecem assintomáticas, enquanto outras exigem internação em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 

Conforme o boletim da Secretaria de Estado de Saúde, nesta terça-feira (04), Nas últimas 24 horas, Mato Grosso do Sul atingiu 432 novas mortes por novo coronavírus (Covid-19). O número de pessoas infectadas também aumentou em 1.033 novos positivos, com isso o número atingiu 27.678.  De ontem para hoje foram 11 mortes, sendo as cidades com maiores números de óbitos: Campo Grande (149), Dourados (57), Corumbá (47), Três Lagoas (18) e Aquidauana (15) e Sidrolândia (14). A taxa de letalidade por Covid no Estado está em 1.6%.  Na macrorregião de Campo Grande 91% dos leitos já estão ocupados, de Dourados 57%, macrorregião de Três Lagoas 24% dos leitos ocupados e macrorregião de Corumbá com 82% de ocupação.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix