Dourados/MS, Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Domingo, 06 de Outubro de 2019, 11h:34
Tamanho do texto A - A+

Policial Militar executa esposa após suposta traição

Além da mulher o acusado matou um corretor de imóveis; acusado ainda não foi localizado

Elaine Silva
Capital News

 

Reprodução/Dourados News

Policial Militar executa esposa após suposta traição

Casal foi executado pelo Policial Militar

O Policial Militar Luiz Roberto Cabral, executou sua esposa Regieni Rodrigues Araújo, 32 anos, e o corretor de imóveis Fernando Henrique Freitas, 31 anos. O motivo seria um relacionamento extraconjugal da mulher com o corretor. Caso aconteceu na noite de sábado (5) em Paranaíba.

 

Tudo aconteceu após o acusado receber prints comprometedores de conversas entre Regieni e Fernando. As mensagens comprovariam a traição. 

Luiz Roberto teria vasculhado o celular da mulher na tentativa de comprovar as conversas, mas não encontrando foi até a casa da sogra de Fernando. Segundo o site JP News, lá ele executou o suposto amante da mulher com tiro no peito e nas costas. Tudo aconteceu na frente da família da vítima. 

 

Em seguida o PM voltou para a casa dos pais, onde estaria Regieni. Lá ele matou a mulher a tiros no sofá da casa. A cena foi presenciada pelo filho do casal.

 

Após o duplo homicídio, Luiz fugiu e até o momento não foi localizado.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix