Dourados/MS, Segunda-Feira, 09 de Dezembro de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Polícia
Segunda-Feira, 25 de Novembro de 2019, 11h:32
Tamanho do texto A - A+

Taxista desaparecido foi encontrado morto com oito facadas

Corpo da vítima estava em um canavial e parcialmente queimado

Elaine Silva
Capital News

Sidney Bronka/MS em Foco

Taxista foi morto com oito facadas

Vítima estava sendo procurada desde sexta-feira

Taxista Ademar Beraldo, 60 anos, que foi encontrado morto no último domingo (24) em um canavial em uma localidade conhecida como Colônia Paulista foi morto com oito golpes de faca no peito e no pescoço. A vítima era muito conhecido em Caarapó e trabalhava com táxi havia 12 anos.

 

Segundo um taxista que estava com ele no começo da noite de sexta-feira três homens chegaram na rodoviária de Caarapó e solicitaram uma corrida para ele e como ele desconfiou dos elementos acabou negando aceitar o serviço, mas Beraldo aceitou e os três desconhecidos embarcaram no carro ele um Fiat Grand Siena branco com dois meses de uso.

 

O taxista ligou então para o filho de Beraldo e disse que estava preocupado e a família fez diversas ligações para o celular dele que já estava desligado. Em buscas na noite de ontem partes da capa do banco do carro e de documentos pessoais da vítima foram encontrados ás margens da rodovia MS 156 que liga Caarapó a Amambai, mas não havia sinais de Beraldo que só foi localizado morto na tarde deste domingo. 

 

Corpo de Ademar estava parcialmente queimado estava em um canavial a cerca de 20 metros da Lagoa da Pedreira, distante cerca de 15 quilômetros do centro de Caarapó. Ele foi encontrado por uma pessoa que estava tomando banho no local e localizou uma cadeira queimada e marcas de sangue, segundo o site MS em Foco. Ele entrou no canavial e localizou o corpo de Beraldo que estava com as mãos e os pés amarrados. O corpo dele foi encaminhado para o Instituto Médico e Odontológico Legal de Dourados onde está sendo periciado. A Polícia Civil de Caarapó já investiga o caso.

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix