Dourados/MS, Terça-Feira, 29 de Setembro de 2020 |
27˚
(67) 3042-4141
Política
Sábado, 08 de Agosto de 2020, 10h:12
Tamanho do texto A - A+

"Medidas devem ser tomadas para frear a Covid e não matar a economia", diz Marquinhos

Prefeito afirmou que a Prefeitura está aumentando o número de leitos e, por isso, não ve motivos para o lockdown

Flávio Veras
Campo Grande

Divulgação

ColunaMarcoEusébio

 

O prefeito Marquinhos Trad reafirmou nesta sexta-feira (7), logo após a audiência de conciliação com a Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, que Campo Grande não precisa de lockdown neste momento. “Estamos aumentando o número de leitos, estamos com leitos vázios, porque o lockdown?”, questionou.

 

Marquinhos disse ainda que a intenção é “salvar vidas”. “Se tivesse necessidade de lockdown, a gente aplicaria, mas não é o momento necessário para isso". O gestor municipal afirmou ainda, que mais para frente, caso seja necessário fechar tudo, não teria receio nenhum em fazer. "No momento em que a curva está achatada, com a sobra de leitos e a expansão de leitos não a motivo nenhum", ressalta Marquinhos. 

 

A prefeitura adotou algumas medidas para evitar o aumento de casos na capital, mas a colaborarão, e muitos casos de aglomeração tem sido registrado na cidade. Diante disso, o prefeito ressaltou, as medidas estão sendo tomando para frear a pandemia e não matar a economia.

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix