Dourados/MS, Sábado, 24 de Agosto de 2019 |
27˚
(67) 3042-4141
Rural
Sexta-Feira, 28 de Junho de 2019, 11h:08
Tamanho do texto A - A+

Decretada novas regras para exportação de milho em MS

Medida foi resultado da demanda oficializada pelas instituições em maio deste ano

Elaine Silva
Capital News

Deurico/Capital News

Colheita de milho

Decreto foi publicado nesta sexta-feira (28)

O decreto que define novas regras para a paridade nas exportações de milho do estado, com vigência até 30 de junho de 2020, foi publicado pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul publicou, nesta sexta-feira (28), no Diário Oficial do Estado. A medida foi resultado da demanda oficializada pelas instituições em maio deste ano, a partir do levantamento de campo, realizado pelo Siga/MS – Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio, que indicou excelentes produtividades na 2ª safra de milho 2018/19.

 

A medida anunciada atende às demandas do setor produtivo solicitadas em conjunto pela Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) e pela Associação de Produtores de Soja e Milho de MS (Aprosoja/MS). De acordo com a assessoria o cenário de supersafra brasileira, Mato Grosso do Sul, com previsão de 10,1 milhões de toneladas, perderia competitividade com os estados produtores concorrentes, dada a limitação causada pela paridade.

 

“Com 39% da safra negociada, a medida do Governo permite que o mercado possa ajustar os estoques e remanejar a produção tanto para o mercado interno quanto externo, garantindo melhores preços e maior rentabilidade ao produtor. É uma conquista para o setor que, consequentemente, irá alavancar a economia estadual”, disse o presidente do Sistema Famasul, Maurício Saito. 

 

NENHUM COMENTÁRIO

Clique aqui para "COMENTAR ESTA NOTÍCIA" e seja o primeiro a comentar!
Nenhum comentário ainda, seja o primeiro!

LEIA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO

Trinix